"O fato é que, com o perdão da palavra, estamos vivendo em um mundo de merda" (Leonardo Padura, escritor cubano, à Folha)