Livros

‘Os Planos’: retrato eletrizante de um país desencantado

Adquira aqui os livros da (1)
Os Planos
´começa com a descrição cinematográfica da manhã de um domingo “obscenamente ensolarado” em Brasília; uma manhã típica de agosto, de um colorido acentuado pelo amarelo vivo dos ipês e pelas cores das “malhas grudadas nas coxas e bundas” dos ciclistas ocasionais. Até que alguém descobre um cadáver boiando sobre as águas do Lago Paranoá.

O sol, supostamente, continuará a brilhar durante toda a duração da história a ser contada no segundo livro de ficção do jornalista e escritor Carlos Marcelo — ambientada no auge da seca que vai de agosto a outubro na região central do Brasil. Mas uma sombra paira sobre a narrativa, a partir dali. O sol e o calor parecem não atingir almas e corações dos principais personagens.

Eles são cinco amigos que se conheceram na juventude, na segunda metade dos anos 1970, e quatro décadas depois são adultos com pouco ou nada de que se orgulhar ao olhar no que se transformaram. Ainda tateiam, cada um a sua maneira, por motivações financeiras ou existenciais que, ao que parece, passaram do ponto de alcançar.

Os Planos

Mais do que afetos (e desafetos), o elo mais forte entre Duílio, Tide, Diana, Rangel e Hélio Pires é uma tragédia acontecida no passado, que dá lastro para que Duílio, o mais ambicioso deles, os arraste, agora, em um sórdido plano para assassinar o próprio sogro, um senador da República. E aí o que seria um romance policial ganha contornos também de thriller político.

As motivações de Duílio envolvem falcatruas corriqueiras na política brasileira que a democratização do país não conseguiu frear. É no ambiente de Operação Lava Jato que Os Planos se desenrola, revelando não só o desencanto pessoal dos personagens, mas o desencanto de um país, refletido em personagens secundários que vêm o aeroporto como única saída.

Em meio a caos, Carlos Marcelo consegue incluir na trama temas como rinha de cachorros sequestrados, flora do cerrado e a vida de animais no zoo, manipulando tudo isso com uma perícia que, em mãos menos habilidosas, poderiam se transformar num bric-a-brac sem sentido. O que ele constroi é uma detalhado retrato de um país em frangalhos, exausto na luta vã para sair da lama.

Presos no Paraíso

Apresentando-se como romance policial e sem perder o fôlego que uma obra com esse rótulo requer, Os Planos vai além e deixa em evidência o ambiente em que se preparou o terreno para o avanço da extrema direita no país. Um cenário traduzido na secura do Planalto Central, que parece impregnada no fundo de cada um dos personagens.

(Isto é quase um spoiler) Mas, ao mesmo tempo, o autor lança alguma esperança, apostando em jovens com ideais bem diferentes dos que tinham os cinco protagonistas na mesma idade: uma estagiária de jornalismo “de turbante” e um garoto rico mas que desdenha do dinheiro do pai e sonha em se tornar cineasta.

Também ameniza o peso da trama as recorrentes citações musicais, que vão de Milton Nascimento e Erasmo Carlos a Deep Purple e Lynyrd Skynyrd e não são meramente aleatórias, mas servem de importante apoio à narrativa. Elas até rendem um “LP”, descrito faixa a faixa ao final do livro.

Outra coisa a se dizer sobre Os Planos é que o romance pode ter leituras distintas por quem vivencia Brasília intimamente e por quem só conhece a cidade do noticiário. A narrativa é repleta de referências ao dia a dia da cidade “normal”, referências afetivas, às vezes, que só podem ser percebidas por quem mora aqui.

Paraibano, radicado em Brasília, Carlos Marcelo é autor de Renato Russo — Filho da Revolução, O Fole Roncou — Uma História do Forró (do qual sou coautor) e estreou em ficção com o ótimo Presos no Paraíso (leia a resenha do Boníssimo!)

Os Planos
De Carlos Marcelo
Editora Letramento, 286 páginas, R$ 58,40 (na Amazon).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: