Comer & Beber

8 curiosidades na história da gastronomia em Brasília

Anúncio (1)Nesta quarta-feira (22/09), a jornalista Liana Sabo lança o livro Histórias dos Sabores que Vivi na área externa do Correio Braziliense (SIG), das 18h30 às 21h30. A publicação é o primeiro título do selo Boníssimo! Edições e reúne mais de 200 matérias e notas publicadas por Liana desde 1993, no Correio.

Esses textos foram organizados pelo também jornalista Rosualdo Rodrigues, editor do Boníssimo!, de forma a permitir ao leitor ter uma ideia da evolução da gastronomia e do mercado gastronômico na capital federal. Em seu trabalho, Liana registrou histórias interessantes e fatos marcantes. Estes são alguns deles:

1. Degustação de café
Hoje em dia são muitos na cidade os cafés que oferecem grãos de diversas procedências, servidos em diferentes métodos de preparo. Em 2001, porém, não era assim. Foi Gilberto Costa Manso, da Belini Pães e Gastronomia, que promoveu a primeira degustação de cafés em Brasília. Especialista no assunto, o paulistano José Luiz Toledo veio para explicar ao público de cá as variações da bebida.

2. Primeira sushiwoman
Também pioneira foi Mie Hiramatsu. Em 1992, o Taiyo, restaurante japonês do Manhattan Plaza, abriu as portas tendo a primeira mulher na cidade “a comandar as chapas quentes e as afiadas lâminas das facas de corte, tempero e preparo das iguarias”, como conta Liana Sabo. Mie desmontava, assim, a ideia de que as mãos masculinas eram mais apropriadas para o preparo do sushi.

3. Guia Quatro Rodas
Em 2002, Brasília “estourou a boca do balão”, perdendo somente para São Paulo e Rio de Janeiro em número de estabelecimentos constantes no Guia Quatro Rodas. Naquela edição, além dos 10 que já constavam na edição anterior, entraram o Patú Anú, de Ivana Gasparoto; o La Torreta, de Isaac Corcias, e o Trastevere (que depois virou Vila Tevere), de Suzana e Flávio Leste. Todos com três estrelas.

4. O baru na receita
Bem antes de o baru se tornar ingrediente frequente nos festivais gastronômicos, o restaurante O Convento já surpreendia os clientes com a presença da castanha num de seus pratos, o arroz de baru que acompanhava o camarão empanado com gergelim branco e preto ao molho de tangerina. Bárbara Coelho era a chef da casa, dirigida por Maria Cristina Brochado, e que funcionou na QI 9 do Lago e depois na Casa D’Itália, entre 1997 e 2010.

5. Chiqueza no meio da poeira
O primeiro restaurante chique de Brasília surgiu quando a cidade ainda nem tinho sido concluída. Foi o Chez Willy, do casal austríaco Willy e Magda. Funcionava na Cidade Livre, numa casa de madeira, decorado com peças alpinas. Uma das garçonetes de Chez Willy abriu depois o próprio estabelecimento, o Olga’s Bar, que também fez história nos primórdios da nova capital.

 6. Café da manhã para quantos?
Antes de abrir o Villa Tevere, Suzana Leste fez longa carreira como banqueteira. “Atendeu os presidentes José Sarney e Fernando Collor e jamais esqueceu o café da manhã servido no Congresso Nacional no dia da eleição de Tancredo Neves”, escreve Liana. A previsão era de um café para 500 pessoas, compareceram 1.500. Ao final “não havia sequer farelo”, contou a chef à jornalista.

7. Vinho com conhecimento
O modo de apreciar vinhos começou a mudar em Brasília a partir de 2001. Nesse ano, Danio Braga, fundador da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS), veio a Brasília para participar do lançamento da primeira ABS-DF. Antonio Duarte assumiu a presidência e a responsabilidade de arregimentar os apreciadores de vinho na cidade. A cerimônia  foi no Dom Francisco Capixaba, na Academia de Tênis.

8. Os quindins de Yoko Ono
A viúva de John Lennon veio a Brasília em 1998 para mostrar seu trabalho como artista plástica. Entre as exigências alimentares, não queria nenhum tipo de carne vermelha nas refeições. Foi atendida. Yoko comeu e repetiu um robalo na reunião que teve com artistas locais. E no bufê do Porto Vittória, adoçou o paladar com quindins depois de se servir de haddock e surubim.

Leia mais no livro Histórias dos Sabores que Vivi, à venda aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: