Planeta Flix

O suspense Abaixo de Zero só esfria quando tenta ser profundo

Abaixo de Zero, filme espanhol que acabou de estrear na Netflix, é bastante eficiente como suspense. Tem sequências de fazer o espectador roer as unhas, acentuadas pelo clima claustrofóbico — a maior parte se passa dentro de uma espécie de carro-forte de transportar presos.

O protagonista é o policial Martin (Javier Gutierrez, dos ótimos A Casa e O Autor, ambos também disponíveis na Netflix), encarregado de, junto o colega Montesinos (Isak Férriz), fazer a transferência de um grupo de presidiários através da paisagem gelada de um inverno rigoroso.

No meio do caminho, uma corrente no meio do asfalto obriga o carro forte a parar e surge um sujeito disposto a tudo para capturar vivo um dos presos que estão sendo transportados. No pequeno espaço do interior do carro, muita coisa acontece, num ritmo frenético.

Até aí tudo bem. Abaixo de Zero só esfria quando começa a querer ganhar profundidade, incluindo uma discussão sobre ética, esboçada logo no início do filme, quando Martin discute com o colega Montesinos sobre cumprir ou não regulamentos.

Essa pretensa discussão ética é que vai orientar as atitudes do protagonista nas dramáticas cenas finais do filme, das quais é melhor não falar para não dar spoiler, pois, apesar de deslizar ao tentar soar profundo, Abaixo de Zero merece ser visto até o fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: