Guia de Viagem Planeta Flix

À moda Emily em Paris: cidades também são personagens de séries

Americanos e franceses estão em pé de guerra. O motivo é Emily em Paris, programa da Netflix que é o maior sucesso. A turma da terra de Dumas alega que os discípulos do Tio Sam os caracterizaram de modo clichê no seriado. De fato. Nesses dez episódios da primeira temporada, pipocam sequências e diálogos movidos pelo lugar-comum.

Mas nesses tumultuados tempos atuais, quem não precisa deles, não é mesmo? Dando razão a um lado ou a outro nessa treta, fato é que a série mostra-se adorável, deliciosa. Emily, vivida por Lily Collins, jovem americana que ganha uma promoção no trabalho, muda-se para Paris e encara diversos ruídos culturais (e, claro, várias confusões e romances).

Um dos fatores que deixa a trama interessante é que podemos passear, mesmo que à distância e pela tela do streaming, por um dos lugares mais bonitos do mundo. E não se engane: a Cidade Luz fica bem na fita de qualquer jeito, com clichê e tudo. Com isso em mente, apresentamos outras localidades que fazem parte de algumas tramas com tanta presença que podem ser consideradas estrelas de TV.

SATC

Nova York
Sex and The City (HBO)
Se a novata Emily luta para ter Paris a seus pés, Carrie Bradshaw tem Nova York aos dela. E em sapatos Manolo Blahnik, que fique bem claro. Não é coincidência que ambas as séries foram criadas por Darren Star (ainda que a Sex and The City tenha sido inspirada em livro homônimo de Candace Bushnell).

Por seis temporadas e dois filmes, acompanhamos a protagonista de Sarah Jessica Parker, mais Charlotte, Miranda e Samantha, por endereços onde impera o clima cosmopolita que encanta o mundo todo e conquista qualquer turista.

Aliás, quando na Big Apple, fãs de cultura pop não perdem a chance de visitar, entre outros points vistos na TV, a  padaria chiquetosa Magnolia Bakery. Lá pertinho fica outro, a fachada da casa da Carrie, protagonista que poucas vezes saiu da capital do mundo, a não ser, por exemplo, para ir a Paris no sexto ano do programa, pertinho do fim. Todo mundo tem seu ponto fraco, né?

BB

Albuquerque
Breaking Bad e Better Call Saul (Netflix)
É possível que se Walter White e Saul Goodman vivessem em uma metrópole do porte de Los Angeles, Miami ou Chicago, eles teriam uma camada extra de dificuldades para se meter nas mais cabeludas situações perigosas. Mas Albuquerque, Novo México, perto de um imenso deserto e também próxima da fronteira com o México, por onde transitam os principais cartéis de droga, é o local perfeito para as tramas de Breaking Bad e seu spin-off Better Call Saul.

Justamente nas estradas vazias, desertos escaldantes ou ainda na famosa rede de comida rápida que não é a dos arcos dourados que se desenvolve boa parte das tramas que tanto nos deixam roendo as unhas. Ah, mas se um dia passar pelas imediações, não vá na casa do cara tacar uma pizza no teto, ok? (E se não pescou a referência, comece sua maratona hoje).

TW

Baltimore
The Wire (HBO)
Por 60 episódios, Jimmy McNulty e seus colegas patrulharam ruas resolvendo casos complicados, tendo grandes perdas no meio do caminho e testemunhando a crueza do mundo real. Em comum aos dramas dos agentes está Baltimore e os problemas derivados do tráfico de drogas na primeira década dos anos 2000.

Em meio a tragédias pessoais, corrupção e suspense, a elogiadíssima série criada por David Simon mostrou pontos emblemáticos desta cidade no estado de Maryland. Por exemplo, em seu segundo ano, com o enredo do tráfico humano, praticamente todo ambientado no porto. Ou ainda nas outras temporadas, que abordaram disputas políticas, o sistema escolar americano e também o meio jornalístico.

The Wire poderia se passar em qualquer lugar? Poderia. Mas seu lugar definitivamente é Baltimore.

CEG

West Covina
Crazy Ex-Girlfriend (Netflix)
Enquanto passava por maus bocados em Nova York, Rebecca Bunch certo dia reencontra com seu namoradinho de adolescência. Foi nesse papo rápido, assim, no meio da rua, que ele lhe contou que morava na Califórnia.

Tal conversa bastou para que a advogada jogasse tudo para o alto, seguisse um impulso e mudasse para o outro lado do país, mais precisamente para West Covina, localizada a apenas “duas horas da praia”. Começava assim Crazy Ex-Girlfriend.

Por mais que a série não privilegiasse tanto assim seu cenário (as cenas são em sua maioria de estúdio), a cidade merece lugar na lista por ter uma música em sua homenagem. Legal, né?

GA

Seattle
Grey’s Anatomy (Globoplay)
Seattle foi por muito tempo conhecida como prolífica localidade roqueira, afinal nomes famosos do ritmo, Jimi Hendrix, Nirvana e Pearl Jam, para citar apenas alguns, são originalmente de lá. Uma das principais cidades do estado de Washington, não confundir com a capital americana Washington DC, hoje em dia ela é conhecida também por servir de pano de fundo aos enredos de Grey’s Anatomy.

 Mesmo que Meredith e seus amigos passem tanto tempo no hospital que quase nunca nos levem para dar uma voltinha, lugares turísticos famosos, a exemplo da barca e da famosa torre, vira e mexe já deram as caras nas quase 17 temporadas do programa. Agora, baseado na série, se tem uma coisa que a gente pode saber de Seattle é a seguinte: leve um guarda-chuva, parece que chove muito por lá.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: