Planeta Flix

Diário de um Confinado é uma crônica hilária desta quarentena

Ofertas cuponsA quarentena há tempos deixou de ser quarentena (afinal o nome sugere um período 40 dias, que já venceu), a forma atropelada como vem sendo conduzida no Brasil a crise provocada pela pandemia do coronavírus nos leva a crer que o isolamento não acaba tão cedo. Dá vontade de chorar.

Mas aí aparece o Bruno Mazzeo com o Diário de um Confinado, na Globoplay, e a gente chora, mas é de rir, ainda que da própria desgraça, é bem verdade. A série com episódios curtos (10 minutos) é uma hilária crônica destes dias de isolamento social, desinformação e incertezas.

Murilo, personagem de Bruno Mazzeo, um cara solteiro, tenta se adaptar à rotina solitária em seu apartamento, interagindo com outros personagens somente por meios virtuais. A única pessoa que encontra “ao vivo” é a paranóica vizinha Adelaide (Débora Bloch).

Dessa forma, ele contracena pela tela do celular ou do notebook com um superelenco que inclui Renata Sorrah, no papel da mãe; Fernanda Torres, como a terapeuta — que rende algumas das sequências mais engraçadas da série –, e Georgete Fadel, a empregada.

Difícil não se reconhecer em uma ou outra situação. E Diário de um Confinado é engraçado justamente por reproduzir tão bem e com humor nossa atual penúria cotidiana.

Como roteirista de comédia, Bruno Mazzeo segue um caminho mais sofisticado do que o do pai. Chico Anysio era genial criador de tipos caricatos, o filho é cada vez mais refinado na crônica de costumes — vide Filhos da Pátria, também na Globoplay

E se Murilo é solteiro, ainda bem que Bruno é casado, pois Diário de um Confinado só se tornou possível porque sua parceira de criação e realização é sua mulher, a produtora Joana Jabace. A série foi toda feita pelos dois no apartamento do casal.

Com exceção de Débora Bloch, as participações foram gravadas remotamente das casas dos artistas. Em algumas cenas, o filho de Fernanda Torres, Joaquim, até aparece como ator, fazendo o filho da terapeuta, que interrompe a mãe no meio das sessões de terapia.

Notícia boa pra quem não assina Globoplay: Diário de um Confinado também será exibida na TV Globo aos sábados, a partir de 4 de julho; dois dias depois (6/7) estreia no Multishow, e também entra na grade do GNT, em pílulas exibidas ao longo do mês de julho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: