Planeta Flix

Diário de um Confinado é uma crônica hilária desta quarentena

Ofertas cuponsA quarentena há tempos deixou de ser quarentena (afinal o nome sugere um período 40 dias, que já venceu), a forma atropelada como vem sendo conduzida no Brasil a crise provocada pela pandemia do coronavírus nos leva a crer que o isolamento não acaba tão cedo. Dá vontade de chorar.

Mas aí aparece o Bruno Mazzeo com o Diário de um Confinado, na Globoplay, e a gente chora, mas é de rir, ainda que da própria desgraça, é bem verdade. A série com episódios curtos (10 minutos) é uma hilária crônica destes dias de isolamento social, desinformação e incertezas.

Murilo, personagem de Bruno Mazzeo, um cara solteiro, tenta se adaptar à rotina solitária em seu apartamento, interagindo com outros personagens somente por meios virtuais. A única pessoa que encontra “ao vivo” é a paranóica vizinha Adelaide (Débora Bloch).

Dessa forma, ele contracena pela tela do celular ou do notebook com um superelenco que inclui Renata Sorrah, no papel da mãe; Fernanda Torres, como a terapeuta — que rende algumas das sequências mais engraçadas da série –, e Georgete Fadel, a empregada.

Difícil não se reconhecer em uma ou outra situação. E Diário de um Confinado é engraçado justamente por reproduzir tão bem e com humor nossa atual penúria cotidiana.

Como roteirista de comédia, Bruno Mazzeo segue um caminho mais sofisticado do que o do pai. Chico Anysio era genial criador de tipos caricatos, o filho é cada vez mais refinado na crônica de costumes — vide Filhos da Pátria, também na Globoplay

E se Murilo é solteiro, ainda bem que Bruno é casado, pois Diário de um Confinado só se tornou possível porque sua parceira de criação e realização é sua mulher, a produtora Joana Jabace. A série foi toda feita pelos dois no apartamento do casal.

Com exceção de Débora Bloch, as participações foram gravadas remotamente das casas dos artistas. Em algumas cenas, o filho de Fernanda Torres, Joaquim, até aparece como ator, fazendo o filho da terapeuta, que interrompe a mãe no meio das sessões de terapia.

Notícia boa pra quem não assina Globoplay: Diário de um Confinado também será exibida na TV Globo aos sábados, a partir de 4 de julho; dois dias depois (6/7) estreia no Multishow, e também entra na grade do GNT, em pílulas exibidas ao longo do mês de julho.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: