Duas exposições para ver no Museu Nacional

Há dois bons motivos para visitar o Museu Nacional da República (Esplanada dos Ministérios) nos próximos dias. O espaço abriga duas exposições, uma de imagens do fotógrafo e professor Luís Humberto e uma coletiva em que 16 artistas refletem sobre as relações entre arte, ciência e tecnologia. Ambas podem ser vistas até janeiro, de terça a domingo, das 9h às 18h. Entrada franca.

A Reforma do Olhar Possível
A mostra reúne as fotos recentes de Luís Humberto, resultado de um processo de mudança de paradigma do fotógrafo, sua relação com a câmera e o espaço. As 45 imagens apresentadas surgem das limitações impostas ao Humberto pela obrigação de usar cadeira de rodas. Sem poder andar e tendo que ficar boa parte do tempo sentado, o fotógrafo registra dessa perspectiva o universo ao seu redor, a luz que entra pela janela ou objetos que parecem banais. Abriu dia 20/11, até 5/1.

A-riscado ACT: Arte, Ciência e Tecnologia
À arte pode até ser explicada, mas comprovada nunca. Nesta perspectiva, a exposição com curadoria de Wagner Barja procura entender as confluências entre arte, ciência e tecnologia a partir de obras de 16 artistas. Entre eles, Allan de Lana, André Severo, Arthur Cordeiro, Cirilo Quartim, João Angelini, Márcio Mota, Miguel Simão, Tânia Fraga, Frederico Krause, Isa Sara Rego, Leona Raio Laser e Tarcísio Paniago. De 23/11 a 13/1.

Anúncios