Cinema

BIFF exibe 40 filmes de 17 países em dez dias

Infiltrado no Klan, de Spike Lee, abre a programação, em sessão no Cine Brasília

O BIFF (Brasília International Film Festival) dá início a sua sexta edição nesta sexta-feira (9/11) com a exibição, no Cine Brasília, de Infiltrado na Klan (foto no alto), mais novo filme do diretor americano Spike Lee, que terá mostra especial dentro do evento.

Ao longo de dez dias, o BIFF vai exibir 40 filmes, finalizados entre 2017 e 2018, na Alemanha/México, Brasil, Eslovênia, França, China, Coreia do Sul, Dinamarca, Suécia, Itália, Nigéria, Peru, Argentina, Espanha, Vietnã, Polônia e Colômbia.

Dezesseis deles integram as mostras competitivas, de ficção e de documentários — oito concorrentes cada uma. Entre os de ficção estão Fuga, segundo longa da polonesa Agnieszka Smoczynska, e os filmes de estreia do sueco-dinamarquês Gustav Möller, Culpa, e do chinês Sheng Qiu, Pássaros Suburbanos.

O Brasil aparece na mostra competitiva de documentários, com La Manuela, de Clara Linhart, sobre a jornalista e professora universitária franco-brasileira Manuela Picq Lavinas, presa em 2015 numa manifestação em Quito, Equador.

Outros destaques na competição documental é o peruano Nada Resta Além de Nossa Ternura, de Sébastien Jallade, e Cartas a Inger, da francesa Maria Lucia Castrillon — os dois diretores estarão presentes no BIFF.

Os demais filmes farão parte das mostras paralelas. Em Grandes Pré-Estreias, destacam-se títulos como Guerra Fria, do polonês Pawel Pawlikowski, premiado como melhor diretor do Festival de Cannes 2018, e Utoya – 22 de Julho, do norueguês Erik Poppe, indicado ao Urso de Ouro de Berlim.

Utoya – 22 de Julho narra, numa visão muito pessoal, os mesmos ataques terroristas tratados em 22 de Julho, filme de Paul Greengrass em cartaz na Netflix. O longa de Poppe tem lançamento mundial previsto para 29 de novembro de 2018.

A Mostra Spike Lee será composta por seis filmes do diretor: A Última Noite, Faça a Coisa Certa, Febre na Selva, Irmãos de Sangue, Mais e Melhores Blues e Malcolm X –– vale lembrar que Lee ganha retrospectiva na cidade nos próximos dias no CCBB.

Memória BIFF traz dois filmes do diretor paraguaio Juan Carlos Maneglia: 7 Caixas (2012) e Numa Escola em Havana (2014). Já a Mundo Animado reúne uma coletânea de curtas e dois longas, o francês A Raposa Má e o brasileiro Tito e os Pássaros (ambos de 2018).

As sessões acontecerão no Cine Brasília, no Cine Cultura Liberty Mall e no Sesc Ceilândia. Sendo que nas duas primeiras será cobrado ingresso pelo preço normal de cada sala e no último a entrada é gratuita.

A programação completa e a sinopse dos filmes podem ser conferidos na página oficial do 6º BIFF (Brasília International Film Festival).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: