Visuais

Caio Fernando Abreu é tema de exposição

Mostra no Museu Nacional revisita vida/obra do autor gaúcho, que faria 70 anos

No dia 12 de setembro completam-se 70 anos de nascimento de Caio Fernando Abreu (1948-1996). Exatamente neste dia será inaugurada no Museu Nacional da República a exposição Caio Fernando Abreu – Doces Memórias, que revisita a obra do escritor gaúcho.

A mostra tem curadoria da pesquisadora Lara Souto Santana em parceria com as irmãs do escritor, Márcia de Abreu Jacintho e Cláudia de Abreu Cabral. Trechos da obra de Caio Fernando Abreu se casam a cenários que recriam os espaços onde viveu.

Seleção de Livros! Clique e confira.

Tendo como fio condutor a palavra do autor, Caio Fernando Abreu – Doces Memórias passeia pelas principais referências do homenageado: música, cinema, literatura, astrologia e arte.

Cartas, manuscritos, documentos e objetos pessoais — como a inseparável máquina de escrever e o laptop, que apelidou de Virginia Wolf e Robocop — foram emprestados pela família do autor e pelo Delfos — Espaço de Documentação e Memória Cultural (PUC-RS).

Caio Fernando Abreu Doces Memorias Foto Felipe Delangelo

Por meio de experiências sensoriais e recortes da trajetória de Caio Fernando Abreu, a mostra pretende proporcionar ao visitante a chance de rever, ouvir e sentir sua obra de maneira peculiar.

Autor de obras como O Ovo Apunhalado, Morangos Mofados, Os Dragões não Conhecem o Paraíso e Ovelhas Negras, Caio Fernando Abreu é um dos autores mais representativos da literatura brasileira das décadas de 1970 e 1980.

Foi três vezes contemplado com o Prêmio Jabuti e várias de suas histórias ganharam adaptação para o teatro e cinema — a exemplo de Sargento Garcia, Romance, Aqueles Dois e Onde Andará Dulce Veiga?

Caio Fernando Abreu Doces Memorias Foto Felipe Delangelo

“O Caio é possivelmente mais lido hoje em dia do que quando estava vivo. Muitas pessoas que o conheceram na internet acham que ele ainda está vivo. No site oficial, recebemos convites para a participação dele em palestras”, conta Liana Farias, produtora executiva da mostra.

“A exposição é importante para que todos conheçam de fato quem ele é”, ela conclui.  Caio Fernando Abreu – Doces Memórias será inaugurada na noite do dia 12 de setembro para convidados e abre ao público no dia seguinte.

______________________________________________

Caio Fernando Abreu – Doces Memórias
De 13/9 a 28/10, terça a domingo, das 9h às 18h30, na Galeria Acervo do Museu Nacional da República (Esplanada dos Ministérios). Entrada franca.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: