O país da Copa em discos, filmes, livros e sabores

A Rússia é um dos focos principais da imprensa de todo o mundo nos próximos dias. E, como sempre acontece com os países que sediam a Copa do Mundo de futebol, as equipes de reportagem não se limitam a cobrir o que se passa nos gramados.

É a chance de conhecermos um pouco mais do país, que costumamos associar à experiência socialista, à vodca e ao balé clássico. Mas você também pode descobrir as particularidades da Rússia por conta própria.

Por isso, aqui vai uma lista para quem quiser começar a tarefa recorrendo a discos, livros e filmes. E, de quebra, tem até uma dica gastronômica para quem planeja um dia passear por Moscou.
associados728x90._CB478039579_

CINEMA
No país de Andrei Tarkovsky (1932-1986), tem um monte de jovens cineastas produzindo atualmente. A exemplo de Rustam Mosafir, que dirige The Scythian, filme de ação e fantasia lançado este ano. Outros novos nomes você pode conhecer nesta matéria sobre os filmes mais aguardados na Rússia este ano. do Russia Beyond  (uma ótima fonte de informações sobre o país). E olha que legal este serviço de streaming gratuito de filmes russos até os anos 1990 (legendas só em inglês).

MÚSICA
Uma das raras vezes em que ouvimos falar em pop russo foi com as meninas do T.A.T.U. Enquanto isso, tem gente lá bombando nas paradas do país e arredores com canções românticas, música eletrônica e até rap, como mostra Jah Khalib no clipe abaixo. Tem também a banda de rock alternativo Leningrad (conhecida pelas letras obscenas), a romântica Helena Vondráčková, o pop chiclete dançante do Serebro… No Spotify tem uma playlist de pop russo atualizada todo fim de semana.

Dmitry Glukhovsky_Reprodução YouTube

LITERATURA
Para conhecer os clássicos, uma ótima coletânea é Os Russos, com textos de Púchkin, Gógol, Tolstói, Tchekhov e Górki, organizados por Luis Dolhnikoff. Entre os contemporâneos, são destaques Victor Pelevin (O Elmo de Ouro, A Metralhadora de Argila) e a Prêmio Nobel Svetlana Aleksiévitch (Vozes de Tchernóbil, O Fim do Homem Soviético). Dmitry Glukhovsky (foto acima), autor da bem-sucedida trilogia Metro 2033, Metro 2034 e Metro 2035, Mikhail Shishkin, Tatyana Tolstaya e Lyudmila Ulitskaya, todos inéditos por aqui, são apontados como expoentes da atual literatura russa.
Os Russos (Hedra, 880 págs, R$ 67,43)
O Elmo do Horror (Companhia das Letras, 218 págs, R$ 31,60)

GASTRONOMIA
Falamos de discos, livros e filmes, mas, considerando que gastronomia também é cultura, vale citar o chef Vladimir Mukhin, famoso mundialmente por dar um toque moderno à tradicional culinária russa em seu restaurante White Rabbit, 23º na lista de melhores do mundo da revista Restaurant. Mukhin mereceu até um episódio na série Chef’s Table, da Netflix. Quem for a Moscou poderá provar sua comida pagando 9.500 rublos pelo menu degustação. O que dá cerca de 130 euros ou R$ 585.

Lenin

HISTÓRIA
Para entender um pouco do caminho trilhado pela Rússia e o que o país é hoje, vale ler História Concisa da Rússia, do historiador americano Paul Bushkovitch. Ele é especialista em Rússia e autor de vários livros sobre o tema. Neste, ele traça um panorama da história do país através dos últimos séculos, chegando até as circunstâncias que levaram ao fim da União Soviética, em 1991. Também fala sobre literatura, arte e ciência russas, de forma a fazer o leitor ter uma compreensão geral dessa nação.
Editora Edipro, 504 págs, R$ 65

Anúncios