Teatro do Instante estreia Contra o Amor

Contra o Amor, texto do catalão Esteve Soler, ganha interpretação do coletivo brasiliense Teatro do Instante em montagem que fica em cartaz no Teatro Sílvio Barbato do Sesc (Setor Comercial Sul) a partir desta quinta-feira (7/6).

Com o espetáculo, o coletivo (em atividade desde 2009 e ligado à Universidade de Brasília) dá continuidade à investigação que iniciou em 2014 em torno da obra do dramaturgo catalão.

Três anos atrás, o Teatro do Instante montou Contra o Progresso, primeira parte de trilogia completada por Contra o AmorContra a Democracia. Três peças formadas por textos curtos e marcadas por uma visão ácida e cruel do homem e do mundo.

Contra o Amor/Foto: Diego Bresani

Em Contra o Amor, Soler investiga os diferentes matizes do que se costuma chamar de amor: o romântico, o rotineiro, o descartável, o patrimonial, o passional, o familiar, o erótico, escatológico, neurótico, sexista, pornográfico, de procriação…

Aqui, os diretores Alice Stefânia e Diego Borges reforçam o formato caleidoscópico do texto original intercalando ação no palco e cenas em vídeo, reafirmando a intenção do autor: mesclar comédia e horror para surpreender a plateia e gerar pensamento crítico.

Tudo se passa numa casa noturna, onde personagens de distintos universos vivem situações que beiram o absurdo, tendo como trilha sonora famosas canções bregas em versão karaokê.

 

Escrita entre 2008 e 2010, a trilogia de Esteve Soler, batizada de En Contra, já foi traduzida para 17 idiomas e chegou ao Brasil por meio do Teatro do Instante, que em 2015 apresentou En Contra: experimento#1, no Cena Contemporânea.

Em Contra o Amor estão no elenco, além da dupla de atores-diretores, estão Fernando Santana, Marcelo Pelucio, Rachel Mendes, Rita de Almeida Castro e William Ferreira. E tem ainda uma participação especial de Bidô Galvão.

Giselle Rodrigues assina a direção de movimento e Fernanda Cabral, a preparação vocal e trilha sonora. Também estão na ficha técnica Roustang Carrilho, diretor de arte, o cineasta Mauro Giuntini, que dirigiu o filme incidental, e o iluminador Dalton Camargos.

___________________________________

Contra o Amor
De 7/6 a 17/6, de quinta a domingo, às 20h, no Teatro Sílvio Barbato do Sesc (Setor Comercial Sul, Quadra 2). Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). À venda na bilheteria do teatro.

Anúncios