Clipe reúne artistas pelos direitos humanos

A Declaração Universal dos Direitos Humanos completa 70 anos em 2018. Para marcar a data, a Anistia Internacional produziu um videoclipe emocionante, com participação voluntária de mais de 30 artistas e músicos brasileiros.

Intitulado Manifestação, o vídeo tem música de Xuxa Levy, Russo Passapusso e Rincón Sapiencia. A letra de Carlos Rennó chama a sociedade a se mobilizar contra as violações de direitos humanos recorrentes no Brasil.

Entre os artistas que participam estão Chico Buarque, Fernanda Montenegro, Camila Pitanga, Ana Cañas, Criolo, Chico César, As Bahias e a Cozinha Mineira, Moska, Ellen Oleria, BNegao, Felipe Catto, Pretinho da Serrinha, Pedro Luis e Letícia Sabatella.

A letra de Carlos Rennó cita os mais de 61 mil homicídios cometidos por ano no país, do racismo, do machismo, a LGBTfobia, da falta de moradia e de outros direitos violados no cotidiano de uma parcela significativa da população brasileira.

“Através das 32 vozes que a gravaram, a canção busca dar voz aos silenciados, invisibilizados, excluídos, discriminados, às vítimas de preconceito, racismo e intolerância, aos brasileiros violentados”, diz Rennó.

“Este clipe é um marco para lembrarmos que, mesmo após 70 anos da Declaração Universal de Direitos Humanos, a mobilização para que nossos direitos sejam garantidos continua sendo crucial”, acrescenta Jurema Werneck, diretora-executiva da Anistia Internacional.

Manifestacao

Manifestação tem a direção de João Wainer e Fábio Braga e banda base formada por Benjamin Taubkin (piano), Os Capoeira (percussão), Siba (rabeca), Marcelo Jeneci (acordeon), Emerson Villani (violões e guitarra), Robinho (baixo), Samuel Fraga (bateria), DJ Nyack (pickups) e Beto Barreto (guitarra baiana).

Anúncios