Grupo mineiro Espanca leva “Real” à Caixa

“Real”, o sétimo espetáculo do grupo mineiro Espanca, é um por quatro. Ou seja, é composto de quatro pequenas peças encenadas na sequência, numa mesma noite, sobre um linchamento, um atropelamento, uma chacina policial e um movimento grevista.

Em Brasília, “Real” poderá vista a partir desta sexta (16/3) no Teatro da Caixa (Setor Bancário Sul). Fica em cartaz por dois fins de semana, de sexta a domingo (sextas e sábados às 20h, domingos às 19h).

“Criamos quatro peças de teatro ao mesmo tempo, sendo que cada uma delas é um sistema distinto, um universo muito diferente do outro”, diz Gustavo Bones, que assina a direção geral em parceria com Marcelo Castro.

A dupla também coordenou o trabalho de diversos parceiros do grupo que assumem diferentes funções em cada uma das peças, produzidas simultaneamente, todas inspiradas em acontecimentos reais que tiveram repercussão no país recentemente.

“Inquérito” é um trabalho sobre texto de Diogo Liberano. Roberto Alvim escreveu “O Todo e as Partes”, que utiliza princípios do teatro de bonecos. “Maré” parte de um trabalho sonoro com o texto de Márcio Abreu, priorizando a musicalidade da fala…

“Foi isso que nos aproximou do conceito de ‘teatro de revista’, essa variedade de linguagens, junto da ideia de criar esquetes teatrais a partir de fatos políticos recentes, apresentadas na mesma noite”, diz Bones.

Real_Grupo Espanca_ Foto Guto Muniz

As quatro peças compõem o que os diretores chamam de “revista política” sobre o Brasil. “O resultado é uma experiência teatral (poética, simbólica e ficcional) baseada em visões artísticas que desvelam o ‘real’, problematizando o país e suas contradições”, explica Marcelo.

Em 13 anos, o Espanca! se firmou como uma das mais importantes companhias de teatro brasileiro investindo numa linguagem cênica chamada de “poéticas da violência”, expressa em montagens como “Por Elise” (2005) e “Amores Surdos” (2006).

“Real” estreou em 2015, em São Paulo, circulou por sete cidades do estado de Santa Catarina, fez temporadas em Belo Horizonte e Curitiba e integrou a programação do Festival Internacional de Teatro de BH e do Cena Brasil Internacional, no Rio de Janeiro.

____________________________________________________

“Real”
De 16/3 a 25/3, sextas e sábados às 20h, domingos às 19h, no Teatro da Caixa Cultural (Setor Bancário Sul). Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), à venda na bilheteria do teatro.

Anúncios