Filmes do Oscar que podem ser vistos em casa

A cerimônia de anúncio dos vencedores do Oscar 2018 está marcada para o próximo dia 4 de março. Ainda dá “tempo, portanto, de conferir boa parte dos filmes que concorrem às principais indicações. Alguns deles, podem ser vistos em casa mesmo.

A maioria está disponível no Now, que cobra por filme assistido — em média, R$ 14,90. Considerando que em casa pode-se assistir em grupo, é muito mais barato do que você pagaria por um ingresso de cinema. Então, não chora.

Leia também: Filmes do Oscar em cartaz nos cinemas de Brasilia

“Dunkirk”
O filme de guerra de  Christopher Nolan concorre, entre outras categorias, a melhor filme, direção e trilha sonora original. Disponível no Now.

¨Corra!”
Daniel Kaluuya concorre a melhor ator pela atuação no filme de suspense de Jordan Peele. O longa disputa também melhor filme e roteiro original. Disponível no Now.

“Com Amor Van Gogh”
Um dos concorrentes na categoria melhor filme de animação conta a história do pintor Van Gogh usando seu próprio traço. Dorota Kobiela e Hugh Welchman dirigem. Disponível no Now e, a partir de 1º de março, na Netflix.

“O Poderoso Chefinho”
Outro concorrente a melhor filme de animação. Produção da DreamWorks realizado pelo mesmo diretor de “Madagascar”, Tom McGrath. Disponível no Now.

“Strong Island”
O filme investiga o violento assassinato do irmão do próprio diretor, Yance Ford. Está na disputa pela estatueta de melhor documentário. Disponível na Netflix.

¨Ícaro”
O filme trata de um escândalo de doping nos esportes, envolvendo m cientista russo caçado por Putin. O diretor é Bryan Fogel. Também concorre a melhor documentário. Disponível na Netflix.

“Os Últimos Homens em Aleppo”
Coprodução entre Síria e Dinamarca, o filme acompanha a atuação dos Capacetes Brancos, soldados voluntários neutros que trabalham em zonas de guerra resgatando e salvando vidas de sobreviventes. Indicado a melhor documentário. Disponível no Now.

“The Square – A Arte da Discórdia”
O drama cheio de ironia do sueco Ruben Östlund é um dos concorrentes ao prêmio de melhor filme estrangeiro. Gerente de museu faz tudo o que pode para promover uma exposição. Disponível no Now.

“De Corpo e Alma”
Produção húngara dirigida por Ildiko Enyedi, levou o Urso de Ouro no Festival de Berlim. É um drama romântico sobre dois jovens que não se conhecem mas têm sonhos exatamente iguais. Disputa na categoria melhor filme estrangeiro. Disponível no Now.

Anúncios