“Alice” é pop antenado e bem produzido

Por Rosualdo Rodrigues
Editor do Boníssimo

Chama-se “Alice” o novo álbum de Alice Caymmi, que chegou às plataformas digitais no último dia 19/1. É o terceiro disco de estúdio da artista — o quarto se contado “Rainha dos Raios — Ao Vivo”.

“Sozinha”, uma parceria dela com Ana Carolina, saiu antes como single e antecipou um pouco do clima de “Alice”. A cantora está cada vez mais distante do tom meio sizudo do disco de estreia e desobrigada do sobrenome nobre na música brasileira.

E cada vez mais solta, Alice Caymmi vai ficando melhor, definindo o lugar musical dela, que tem janelas amplas e portas sem trancas. Alice Caymmi é a cara da moderna música brasileira, aquela que não esquece sua tradição mas é antenada e sem preconceito.

“Agora” ((Christiano Malgioglio/Gian Pietro Felisatti), por exemplo, poderia fazer parte do repertório da tia dela, Nana, mas duas faixas depois Alice divide os vocais com o onipresente Pabllo Vittar no R&B “Eu te Avisei” — sem dúvida, a melhor gravação da pop star drag até agora, solo ou nas muitas parcerias que faz.

Alice Caymmi - AliceAlice pode não ser a cantora mais afinada de sua geração. Pode também ter a projeção facilitada pelo nome de família. Mas ninguém pode negar que ela tem estilo, atitude e personalidade musical, características fundamentais para um artista ser no mínimo interessante.

“Alice” é todo pautado por essa postura atrevida da cantora. Um disco bem regular em sua proposta — mais do que “Rainha dos Raios”, que já era muito bom. Fica difícil destacar essa ou aquela música.

A dor de cotovelo de “A Estação” (Carlinhos Rufino), por exemplo, é tão interessante quanto o hip-hop “Inimigos” (Alice/ Barbara Ohana / Rincon Sapiência), cantada com Rincón Sapiência, ou a regravação de “What’s My Name (Odubá)” (Moacir Santos, Ray Evans e Jay Livingston, de 1974.

Na voz e nas bem produzidas embalagens musicais de Alice Caymmi, é tudo pop antenado, moderno, atual, que olha em diferentes direções e se alimenta de diferentes fontes. Bom demais!

Anúncios