Música

Nação Zumbi lança um ótimo álbum de covers

Banda vai de Beatles a Taiguara sem perder controle de seu som e faz um disco coeso

“Radiola NZ”, o novo álbum do Nação Zumbi, é todo de covers. E é ótimo. O disco tem a cara da banda e também deste momento da música brasileira, em que tudo se cruza, deixando tontos os que buscam organizar os sons em nichos musicais.

Logo de saída, a guitarra de Lucio Maia brinca harmoniosamente com os metais da Orkestra Rumpilezz, de Letieres Leite, em uma recriação de “Refazenda”, de Gilberto Gil.

Aí já se sente que o grupo pernambucano não está disposto a ser reverente nem tampouco a revirar pelo avesso as músicas escolhidas. Assim, Radiola NZ” é exatamente isso: um disco da Nação Zumbi, só que tocando a seu modo músicas dos outros.

Nação Zumbi DiscoDois dos integrantes da banda,  o guitarrista Lúcio e o baterista Pupillo, já tinham uma ótima experiência nessa seara, o projeto Seu Jorge e Almaz, de 2010. Isso certamente propiciou experiência para que “Radiola NZ” saísse tão bom (e bem diferente).

O repertório diverso passa por “Não Há Dinheiro que Pague” (Renato Barros), “Amor” (de Secos e Molhados, com participação de Ney Matogrosso), “Do Nothing”, do grupo inglês The Specials) e “Tomorrow Never Knows” (dos Beatles)….

E chega até “Dois Animais na Selva Suja da Rua” (de Taiguara). Tem também Marvin Gaye e Tim Maia… Uma misturada que resulta surpreendentemente num disco coeso, de personalidade própria, agradável de se ouvir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: