Galpão leva à Caixa “Nós”, sua peça mais recente

“Nós”, o mais recente espetáculo da companhia mineira Grupo Galpão, fica em cartaz por dois fins de semana no Teatro da Caixa Cultural (Setor Bancário Sul), a partir de sexta-feira (24/11).

Em cena, sete pessoas partilham angústias e esperanças enquanto preparam a última sopa. Pelos diálogos passam questões atuais como a violência, a intolerância e a convivência com a diferença.

Há ainda, referências a temas como a tragédia de Mariana e ao fanatismo religioso que desemboca no terrorismo. De acordo com o diretor da peça, Marcio Abreu, em “Nós” a política aparece de forma mais direta do que em outros espetáculos do Galpão.


Márcio Abreu, da Companhia Brasileira de Teatro, de Curitiba, entrou no projeto como diretor convidado. A aproximação entre ele e o grupo começou em 2014 e “Nós” estreou dois anos depois, em Belo Horizonte.

“Em tanto tempo de estrada, o Grupo Galpão assumiu uma dimensão política e hoje pertence ao imaginário teatral brasileiro como uma referência” (Marcio Abreu, diretor)

O Galpão começou há 35 anos fazendo teatro de rua, com o espetáculo “E a Noiva Não Quer Casar…” Logo extrapolou os limites da cena mineira para se tornar uma das mais conceituadas companhias nacionais.

Criadores da companhia, os atores Teuda Bara, Eduardo Moreira e Antonio Edson mantêm-se na trupe e atuam em “Nós”, ao lado de Beto Franco, Júlio Maciel, Lydia Del Picchia e Paulo André.

___________________________________________________________________

“Nós”
De 24/11 a 3/12, no Teatro da Caixa Cultural (Setor Bancário Sul), às 20h, nas sextas, às 17h e às 20h, no sábado, e às 19h, no domingo. Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), à venda na bilheteria da Caixa (61 3206-9448 e 3206-6456).

Anúncios