Brasília: quatro festivais gratuitos para o feriadão

Três festivais e uma mostra trazem programação gratuita de música, cinema, oficinas e outras atividades para quem está em Brasília durante o feriadão.

Som: A História que Não Vemos
A fim de mostrar a importância do uso do som no cinema, a mostra que estreia no CCBB Brasília nesta quinta, 2/11) traz uma programação repleta de clássicos, como “Cantando na Chuva” (trailer acima, que passa sábado, às 16h30) e a animação “Fantasia”, da Disney, além de obras de alguns dos diretores mais importantes do cinema. Entrada franca. Confira a programação.
Aproveite para visitar a mostra File — Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, também em cartaz no CCBB.

Linn da Quebrada

Favela Sounds — Festival Internacional de Cultura de Periferia
Começou segunda (30/10) e segue até domingo (5/11), em vários espaços do DF. Na segunda edição, o FS reúne artistas surgidos em favelas e bairros de periferia, como Xande de Pilares (RJ), Titica (Angola), Linn da Quebrada (SP), Baco Exu do Blues (BA), Larissa Luz (BA) e Tati Quebra Barraco (RJ), que estarão no line up de shows — marcados para sexta (3/11) e sábado (4/11), no Museu Nacional. O festival também inclui oficinas e debates, sobre temas de de interesse do universo periférico. Entrada franca. Confira a programação.

Festival Taguatinga de Cinema
O evento acontece no Teatro da Praça, de quarta (1/11) até sábado (4/11), com seis longas-metragens na mostra competitiva — um deles é “Diamante, o Bailarina” (trailer acima), de Pedro Jorge. Há ainda mostras paralela e infantil, oficinas, feira de food trucks, DJs e shows de Thábata Lorena (DF), Talo de Mamona (GO) e de Liniker e os Caramelows (RJ) — este último encerrando oevento no sábado, às 23h. Entrada franca. Confira a programação.

Into the Sublime

Immersphere — 1º Festival Internacional de Fulldome de Brasília
Realizado pela primeira vez no Planetário de Brasília, Immersphere traz uma programação de filmes produzidos especialmente para exibição em planetários ou telas semiesféricas. Além de uma mostra competitiva e outra paralela, o evento conta com uma exposição de arte computacional, no mezanino do Planetário, oficinas e mesas-redondas. “Into the Sublime” (foto acima), de Alice Kilkenny, é um dos filmes em competição. Entrada franca. Confira a programação.

Anúncios