Multidão vai fotografar nua no Museu Nacional

Kazuo Okubo/Divulgação

No próximo dia 2 de setembro, pelo menos uma centena de pessoas voluntárias vai ficar nua para fazer uma foto coletiva em frente ao Museu Nacional, em Brasília. O ato terá o intuito de “propor uma análise sobre o nu artístico e as narrativas do corpo”.

O registro vai ser feito por Kazuo Okubo, fotógrafo brasiliense que já explorou o nu em vários de seus trabalhos — a exemplo da série “De Todas as Formas” (da qual faz parte a foto no alto desta página).

A convocação está sendo feita pelos organizadores do Cena Contemporânea e ocorrerá no penúltimo dia do festival internacional de teatro — que em 2017 chega a sua 18ª edição.

Em meio à multidão estará Maikon K, artista paranaense que recentemente foi preso ao tentar apresentar sua performance “DNA de DAN”, no mesmo Museu da República, durante a programação do Palco Giratório do Sesc.

Por ficar nu em cena, Maikon foi detido pela polícia sob acusação de “ato obsceno”. Agora voltará a Brasília como convidado do Cena Contemporânea para apresentar a performance completa também no dia 2 de setembro, às 17h.

A fotografia coletiva será feita por Kazuo Okubo durante uma oficina aberta sobre “o protagonismo dramatúrgico da fotografia enquanto parte fundamental de um processo cênico”. A oficina começa às 9h.

Leia: Afinal, nudez artística é caso de polícia?

Anúncios