Todos os queijos de Minas em um só lugar

Reprodução/Blog Come-se

Entre os próximos dias 28 e 30 de julho, a Serraria Souza Pinto, em Belo Horizonte, sedia o 1º Festival do Queijo Minas Artesanal. O evento reunirá produtores das sete regiões oficialmente reconhecidas pelo Estado.

Será possível apreciar queijos produzidos em Araxá, Campos das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serra do Salitre, Serro e Triângulo Mineiro.

Haverá também chefs apresentando pratos especiais em um festival gastronômico e a possibilidade de harmonizar os queijos com azeites, cervejas e vinhos mineiros.

Se a notícia deixou você se perguntando por que é que os mineiros gostam tanto de queijo, poderá encontrar respostas assistindo ao curta documental “O Mineiro e o Queijo”, de Helvécio Raton, disponível no YouTube.

A tradição das regiões queijeiras de Minas Gerais, pelo que se sabe, começou durante o ciclo do ouro. Fazer queijos era uma forma de aproveitar toda a produção do leite in natura, já que não havia sistemas de refrigeração e o transporte era muito precário.

No início, ainda no Brasil colonial, a produção era somente para consumo próprio. Com o crescimento e a melhoria genética do rebanho, a produção cresceu e os fabricanrtes passaram a comercializar as sobras.

Criou-se aí o hábito de se mandar queijos de presente para parentes que viviam fora da região. Ou quem lá ia sempre recebia a incubência de levar na volta um queijo do Serro, da Canastra… E foi assim que Minas Gerais e queijo viraram sinônimos.

Anúncios