3 programas culturais “lado B” em Madri

Madri é uma das cidades mais efervescentes da Europa. E nas temporadas em que o sol aparece e a temperatura sobe, então, é difícil encontrar um lugar nos muitos bares e cafés que dispõem mesas e cadeiras na calçada.

No entanto, mais que tapas, vinhos e vida noturna fervida, a capital da Espanha é um ótimo destino para quem aprecia programas culturais. E nem estou falando dos grandes museus, como o do Prado e o Reina Sofia, cheios de turistas.

Se você adora fugir de roteiros óbvios e tem planos de ir a Madri um dia, tome nota destes três lugares, um cineclube e dois centros culturais que já valem a visita somente por suas histórias:

Divulgação

La Tabacalera de Lavapiés
(Calle de Embajadores, 53) 

No local funcionou uma fábrica de tabaco até 2000. O imóvel pertence ao estado, que tem intenção de implantar ali o Centro Nacional de Artes Visuales (CNAV), mas até hoje não teve orçamento para realizar o ousado projeto. Depois de 10 anos abandonado, o prédio foi cedido temporariamente à Asociación Cultural CSA La Tabacalera de Lavapiés, que mantém programação de oficinas, exposições, mostras de teatro e cinema e ciclos de palestras.  No site da instituição dá para sentir o que acontece por lá.

Cine Doré — Filmoteca Espanhola
(Calle de Santa Isabel, 3)

O prédio de um histórico cinema madrilenho, o Cine Doré, hoje é sede de uma filmoteca, mantida pelo Ministério da Cultura da Espanha. O lugar tem intensa programação de mostras cinematográficas, além de receber eventos culturais diversos. O edifício é conservado igualzinho ao que sempre foi e aí está a graça de visitá-lo, se não para assistir a um dos filmes e conhecer a incrível sala de exibição, pelo menos tomar uma copa no café ou folhear publicações na livraria.  Veja mais informações no site do Ministério.

Matadero Madrid
(Paseo de la Chopera, 14)
Do início do século 20 até 1996, Matadero era justamente isso, um matadouro, local de abate de animais. Foi somente em 2006 que o espaço, muito amplo, foi transformado em centro cultural. Tem cinemateca, galerias, feirinhas de produtos orgânicos e de design, praça de food trucks… É muito, muito legal. E, como o complexo é farto em espaços abertos, deve estar ainda mais animado nesta temporada de verão europeu. Sente o clima na foto acima e no site do centro.

Anúncios