“Qualquer escritor recorre às suas memórias, àquilo que somos, mas a minha história pessoal não é digna de registro” (José Eduardo Agualusa, escritor, ao Público)

Anúncios